Revista de Estudos Culturais e da Contemporaneidade - ISSN: 2236-1499

A beleza e a feiúra na contemporaneidade

D.O.I.: 10.13115/2236-1499.2013v1n9p73

Clarissa Dubeux Barros

Psicóloga, Mestre em Psicologia Clínica - UNICAP

e Doutoranda em Psicologia Social - UFPB

Resumo:

Os conceitos de belo e feio são definidos a partir dos períodos históricos e das culturas. As atribuições de beleza ou de feiura, voltadas aos critérios estéticos, estão intrinsecamente ligadas aos aspectos políticos, morais e sociais. O feio, estranho e deformado exercia uma atração do olhar do outro, no começo do século XIX. O cuidado com a aparência tem se tornado exacerbado na contemporaneidade e promovido concepções de beleza apoiada pela nova ordem da redefinição do corpo humano, e atrelado às tecnologias médicas. Compreender essas mudanças implica em perceber a representação do corpo na contemporaneidade no qual se aporta na noção de ascese corporal ou bioascese.

Palavras chaves: história da feiúra, corpo, ascese corporal.

Abstract:
The concepts of beauty and ugliness are defined from historical periods and cultures. Attributions of beauty or ugliness, aimed to aesthetic criteria, are intrinsically linked to political, social and moral aspects. The ugly, strange and deformed exerted a pull of the look of the other, in the early nineteenth century. The care with appearance has become exacerbated in contemporary conceptions of beauty promoted and supported by the new order of the redefinition of the human body, and tied to medical technologies. Understanding these changes involves realizing the representation of the body in contemporary society in which it brings the notion of bodily asceticism or bioascese.

Keywords: history of ugliness, body, bodily asceticism.

Revista de Estudos Culturais e da Contemporaneidade - ISSN: 2236-1499

Capa/Sumário Diálogos N.° 9

Home Page da Revista

Normas de Submissão de Artigos