Revista de Estudos Culturais e da Contemporaneidade - ISSN: 2236-1499

Território Cultural e Saber Ambiental em Escolas Rurais

D.O.I.: 10.13115/2236-1499v1n6p112

Cláudia Fernanda Teixeira de Mélo – UFS/UPE1 -

Giane Florentino Rodrigues – UFS/UPE2 -

Resumo:

A escola, como espaço de vivência e mudança social, evidencia a necessidade de potencializar saberes ambientais e desenvolver práticas inovadoras, com vistas à efetivação da educação ambiental numa perspectiva transformadora. Tendo um importante papel no processo de formação, a escola possibilita o desenvolvimento de atitudes e valores expressos por meio de comportamentos e ações que se refletem no meio ambiente físico. Sendo o saber ambiental uma construção social no qual estão imbricados processos biológicos, físicos e simbólicos e onde se amalgamam práticas interdisciplinares, necessário se faz abordar temáticas que alcancem os diversos contextos sociais e culturais nos quais os alunos estão inseridos e que podem interferir, diretamente, no modo como se posicionam em relação às questões ambientais.  Considerando estas premissas, tomaremos como base das discussões o perfil de escolas da zona rural, onde buscaremos, a partir do conceito de território, chegar ao entendimento do modo como as escolas rurais podem potencializar o saber ambiental dos alunos que vivem no meio rural e o modo como vivem o meio ambiente. A análise tem como base teórica obras de Milton Santos (2002), Rogério Haesbaert (2004), Enrique Leff (2011) e Paul Claval (2007), com a finalidade de destacar o modo como os alunos de escolas rurais internalizam o saber ambiental.

Palavras-chave: Escola Rural, Território cultural, Milton Santos, Enrique Leff, Paul Claval.

Abstract:
The school, as an environment and social change, highlighting the need to enhance environmental knowledge and develop innovative practices, with a view to the execution of environmental education in a changing perspective. Having an important role in the training process, the school enables the development of attitudes and values ​​expressed through behaviors and actions that are reflected in the physical environment. Environmental knowledge being a social construction in which are interwoven process biological, physical and symbolic and where amalgamate interdisciplinary, practices becomes necessary to address issues that meet the diverse social and cultural contexts in which students are placed and which can interfere directly in how they position themselves in relation to environmental issues. Given these assumptions, we will build on the discussions the profile of rural schools, which seek, from the concept of territory, come to an understanding of how rural schools can enhance the environmental knowledge of students who live in rural areas and the how the living environment. The analysis is based on theoretical work of Milton Santos (2002), Rogério Haesbaert (2004), Enrique Leff (2011) and Paul Claval (2007), in order to highlight how the students of rural schools internalize the environmental knowledge.

Keywords: Rural School, cultural Territory, Milton Santos, Enrique Leff, Paul Claval.

1 clafmelo@yahoo.com.br

giaflor@hotmail.com

Revista de Estudos Culturais e da Contemporaneidade - ISSN: 2236-1499

Capa/Sumário Diálogos N.° 6

Home Page da Revista

Normas de Submissão de Artigos