Revista de Estudos Culturais e da Contemporaneidade - ISSN: 2236-1499

A Febre que nunca Passa : O Funk, a Sensualidade e o "Baile do Prazer"

d.o.i. 10.13115/2236-1499.2010v1n3p39

 

Rosilene Alvim [1]

Eugênia Paim [2]

 

É som de preto, de favelado,

mas quando toca ninguém fica parado.[3]

 

Resumo

 

Nos anos de 1980, o funk representava um universo cultural suburbano que agregava um público formado principalmente por jovens, rapazes e moças de baixa renda, moradores das favelas, de maioria negra e que desciam o morro para ir aos clubes se divertir. O fervor embutido nesse divertimento era o mesmo daquele que está presente entre outros grupos musicais jovens de outros segmentos sociais, mas que nem por isso sofriam os intensos ataques que, de antemão, criminalizavam o funk. No presente artigo pretendo discutir o baile, como ele tem se apresentado num outro formato de baile conhecido como “LadoA/LadoB” ou “baile de corredor” com suas brigas ritualizadas e a ascensão do formato chamado de “baile do prazer”, marcadamente feminino, de cunho sensual, e que conta com maior adesão da classe média.

 

Palavras-chave: Cultura, funk, juventude, repressão, violência

 

Abstract

In the 1980s, funk represented a suburban cultural universe that added an audience of mainly young people, boys and girls from low-income slum dwellers, majority black and they descended the hill to go to clubs to have fun. The fervor embedded in this fun was the same one who is present among other young musical groups from other social segments, but who nevertheless suffered intense attacks beforehand criminalized funk. In this article I intend to discuss the dance, as it has been presented in another format dance known as "SideA / SideB" or "dance hall" with their ritualized fights and the rise of the format called "dance of joy", markedly feminine , sensual nature, and which has greater adhesion of the middle class.

Keywords: Culture, funk, youth, repression, violence

 

 

Revista de Estudos Culturais e da Contemporaneidade - ISSN: 2236-1499

Capa/Sumário Diálogos N.° 3

Home Page da Revista

Normas de Submissão de Artigos