Revista de Estudos Culturais e da Contemporaneidade - ISSN: 2236-1499

 

Acerca do Uso de Expressões e Palavras Latinas no Direito em Língua Portuguesa

d.o.i. 10.13115/2236-1499.2010v1n3p63

 

Prof.ª Dr.ª Cristina de Fátima Lourenço Marques – UNIP

 

         Resumo: O uso corrente de expressões latinas no Direito tem sido uma tradição que ao correr dos séculos tem se mantido sob diversos aspectos. A tradição se liga ao fato de o Direito enquanto parte das ciências humanas e tendo como origem o Direito Romano. Acresce a isso o fato de que a Língua Portuguesa é uma Língua Latina. Desse modo, os estudos de Direito Romano se fortalece em nossa tradição lingüística. A própria Retórica e a Oratória tem sua fundamentação teórica no Latim e no Grego.

         O uso das expressões latinas serve entre outras coisas para demonstrar erudição e conhecimento acerca do tema num sentido histórico. É claro que seu uso descontextualizado, inserindo-se aqui e ali expressões gratuitas no discurso vem demonstrar também a pomposidade, a necessidade de se tornar incompreensível como forma de se sobrepor ao que não o compreende. O palavrório. Neste sentido é razoável que houvesse o uso do bom senso, de modo a inserir no discurso as expressões latinas que definem conceitos históricos e tradicionais do Direito, de modo que a sua citação provocasse um amálgama de referências intertextuais e enriquecedoras que de outra forma não teriam o mesmo efeito ou significado. É mais ou menos o que acontece em Filosofia ao se citar expressões e palavras em Latim, Alemão ou Grego.

 

          Palavras-chave: Latim jurídico, Língua Portuguesa, Português Jurídico.

 

Abstract: The current use of Latin expressions in law has been a tradition that the course of centuries has remained in many respects. Tradition binds to the fact that the law as part of the humanities and output from Roman law. Add to that the fact that Portuguese is a Latin language. Thus, the study of Roman law is strengthened in our linguistic tradition. Rhetoric and Oratory itself has its theoretical foundation in Latin and in Greek.
The use of Latin expressions used among other things to demonstrate erudition and knowledge about the subject in a historical sense. It is clear that his use decontextualized, inserting here and there free expressions in speech has also demonstrated the pomposity, the necessity of becoming incomprehensible as a way to prevail over what he does not understand. The talk. In this sense it is reasonable that there was the use of common sense in order to insert into discourse the Latin expressions that define historical and traditional concepts of law, so that your quote provoke an amalgam of intertextual references and enriching that otherwise would not have the same purpose or meaning. It's more or less what happens in philosophy to cite words and expressions in Latin, German or Greek.

Keywords: legal Latin, Portuguese, Portuguese Legal.

      

 

 

Revista de Estudos Culturais e da Contemporaneidade - ISSN: 2236-1499

Capa/Sumário Diálogos N.° 3

Home Page da Revista

Normas de Submissão de Artigos